PEDRO NINJA

Tem o Graffiti como base do seu trabalho há uma década. Graduado em desenho pela Escola de Belas Artes da UFMG, divide suas atividades entre seu estúdio, oficinas de arte-educação e a pintura de paredes no espaço urbano. Seus desenhos simples retratam pessoas deitadas de olhos fechados ou jovens amantes que, juntos, observam as luzes da cidade. O artista busca, através de seu repertório simbólico, ilustrar o que é invisível da alma humana e construir um diálogo silencioso com o público pelo olhar.

Na FLAC Pedro Ninja apresenta telas de sua produção em atelier desde 2013, em formatos variados. Ninja tem como referências tanto a cultura de rua, pixo e graffiti, quanto o trabalho de alguns artistas como Egon Schiele, Goya e Toulouse Lautrec.

Exposições recentes:

2016 – INarteUrbana – Pinacoteca Potiguar (Natal, RN);

2016 – Telas Urbanas, Museu de Arte da Pampulha (Belo Horizonte, MG);

2015 – P Ninja – Matilha Cultural Enquanto o seu lobo não veem (Natal RN);

2014 – Piolho Nababo, Palácio das Artes (Belo Horizonte, MG)