HUMBERTO MUNDIM

Humberto Mundim é artista visual que trabalha com a pintura em suas diversas manifestações. Participou dos coletivos artísticos Kaza Vazia e Alcova Libertina. Expôs coletivamente algumas de suas pinturas e desenhos em galerias de Belo Horizonte, São Paulo e Milão. Atualmente, tem trabalhado com a concatenação entre os meios digitais e analógicos para produzir velhas novas imagens. Tem pesquisado a utilização de camadas de impressão digital sobre pintura a óleo, como veladuras pixeladas. As duas últimas séries que vem realizando, “Nudes” e “Efemmerides” versam sobre o corpo feminino na história da arte e como ele foi colocado como objeto fragmentado de um discurso. Em ambas as séries a interface digital-analógico transparece tanto na temática quanto na materialidade das obras.

Na FLAC Humberto Mundim apresenta duas séries de pintura: “Efemmérides” e “Nudes”. “Efemmérides” é uma série de pinturas apresentadas em diversos formatos e realizadas com técnicas clássicas de pintura contrapostas a tecnologias digitais de criação e impressão. O tema das obras perpassa por diversas camadas simbólicas e filosóficas da representação do belo na história da arte ocidental. Para aprofundar nessa discussão, o artista se utiliza do corpo feminino, cânone e cliché que figura na pintura ocidental. A série “Nudes” versa também sobre o corpo feminino. Mas dessa vez, é a própria modelo que olha para si. O artista se apropria desses olhares para trabalhar a pintura de retratos digitais enviados por celular.

Exposições recentes: Exposições recentes: 2016 – Exposição coletiva na Segunda Primeira Bienal Relâmpago; 2013 – Exposição coletiva no Atelier Alcova Libertina;
2010 – Exposição coletiva do grupo Linha no Centro Cultural da UFMG; Exposição coletiva do grupo Linha na galeria da UNICAMP, Campinas, SP; 2009 – Exposição coletiva, com o grupo Linha no Instituto Brasil-Itália em Milão, Itália.