FERNANDO MEDEIROS

Nascido em Belo Horizonte, MG, Fernando Medeiros é artista visual autodidata. Sua bagagem profissional (tatuador, design, ilustrador) foi a base das suas experiências como artista visual. A partir de suas pesquisas em história da arte, resgata os valores e conceitos primordiais da arte, criando uma obra que faz uma ponte entre o passado e a urbanidade contemporânea pós-industrial. Durante três anos se isolou completamente para desenvolver seu trabalho mais atual. Seu processo criativo se fundamenta nas técnicas clássicas de desenho elaborado, na pintura à óleo/acrílica e integrando-as aos mais avançados processos de intervenção digital. Técnicas como pintura, serigrafia, desenho, fotografia, computação gráfica, estêncil, assemblagem, técnicas de estilos artísticos paradoxais se entrecruzam para conceber obras impregnadas de símbolos, mitos, personagens literários, em um enunciado metafísico entre o figurativo e o abstrato, entre o cotidiano e o mitológico, buscando uma reflexão sobre a arte e sobre a vida. Suas obras, de conceitos universais e cosmopolitas ultrapassaram fronteiras, adquiridas em cidades como Atlanta, Miami, Lisboa, Madrid, Finlândia, Japão e Londres.

Na FLAC Fernando Medeiros apresenta obras criadas a partir de pinturas e desenhos feitos no modo tradicional que depois são digitalizados e remontados em softwares de última geração recebendo interferências em pintura, processos artesanais de serigrafia e máscaras vazadas, além de grafismos com caneta Posca.

Exposições recentes: 2017 – Coletiva, Arco BH Edição 2. Galpão Paraíso, Belo Horizonte, MG; Coletiva – Ava Art Festival Osaka, Japão; Coletiva. A Força da arte brasileira, Galeria Arslonga, Helsinki, Finlândia; Coletiva “Elas” Espaço Casa dos Contos, Belo Horizonte. MG.